jusbrasil.com.br
22 de Abril de 2021
    Adicione tópicos

    TRE-AC recebe alunos da Fundação Bradesco

    há 11 anos

    "Voto não tem preço, tem consequência", afirmou o servidor do TRE-AC, Osman Sales, durante palestra realizada na tarde desta quinta-feira (08) a mais de 40 alunos da Fundação Bradesco, de Rio Branco. Formado em sua maioria por alunos do ensino médio, o grupo esteve na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Acre para conhecer o funcionamento e a estrutura da justiça eleitoral. A atividade faz parte do projeto desenvolvido pela Fundação desde 2008, chamado "Voto não se compra, se conquista".

    De acordo com a coordenadora do encontro, Karina Dotto, que também é servidora do Tribunal, a iniciativa do TRE-AC tem por objetivo aproximar os adolescentes das decisões políticas do país, contribuindo assim para a formação de cidadãos conscientes. Entre os principais assuntos discutidos com os estudantes durante a palestra, mereceram destaque os seguintes: as atribuições dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, noções constitucionais e de cidadania, conceitos gerais sobre as eleições, bem como definições de termos jurídicos relacionados a disputa eleitoral.

    Os alunos da Fundação Bradesco também tiveram a oportunidade de assistir ao vivo a uma sessão plenária da Corte Eleitoral. Eles acompanharam o julgamento de representações do Ministério Público Eleitoral contra pessoas físicas e jurídicas que fizeram doações de campanha acima do limite legal permitido por lei. A cada etapa do julgamento, o presidente do TRE-AC, Desembargador Arquilau de Castro Melo, fornecia explicações sobre o que estava acontecendo na sessão. Os estudantes ainda conheceram o depósito de urnas do TRE e fizeram uma visita ao Centro de Atendimento ao Eleitor, onde puderam ver de perto o trabalho de alistamento e emissão de títulos eleitorais.

    "Esse projeto da Fundação Bradesco vem sendo desenvolvido há dois anos. Mas essa é a primeira vez que os alunos vêm até a Corte Eleitoral" , explica a professora Adriana Ribeiro. "A idéia é incluí-los nesse contexto social e político do nosso estado, para que eles tenham uma visão mais ampla da sociedade" , acrescentou.

    Recentemente, o diretor da Escola Judiciária Eleitoral (EJE), juiz Marcelo Bassetto, participou de um encontro com educadores e alunos da Fundação Bradesco, e ficou entusiasmado com o que viu. "A experiência da Fundação Bradesco é impressionante. O nível de envolvimento dos estudantes é muito animador e os resultados são excepcionais" , disse na época. "Nossa função na EJE é difundir a prática e incentivar adoção desse tipo de projeto", afirmou o juiz.

    Fonte: Ascom/TRE

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)